Fé e constitucionalismo moderno na independência do Brasil

Gabriel Lima Marques

Resumo


Este trabalho tem por objetivo investigar o movimento constitucionalista luso-brasileiro na virada do século XVIII para o XIX, face a possibilidade de apropriação cultural do sebastianismo presente na cultura política e religiosa, a partir dos sermões de religiosos, semanários e periódicos. O sebastianismo assumiu várias versões, sempre atreladas a situações de dificuldades. Por seu turno, o constitucionalismo moderno em Portugal e no Brasil, que supostamente superaria o messianismo sebastianista pode ter sido vivenciado como solução para todas as mazelas políticas e sociais e que se instauraria um tempo de justiça, felicidade e paz, sob o manto da fé católica, instrumento tomado para facilitar a transição do velho para um novo regime.


Palavras-chave


Sebastianismo; fé; constitucionalismo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.15175/1984-2503-201810303

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


URL da licensa: https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Apoio:



 

 
 
 Indexadores:



 
 
Facebook: